Capítulo 14 do Sù Wèn [素問]: da Sopa/Papa de Arroz à Canja

O Capítulo 14 do Sù Wèn [素問] faz uma menção um tanto quanto críptica da “sopa de arroz, do vinho turvo e do vinho doce” para cuidar da saúde, indicando ser este um uso bastante antigo. A sopa de arroz, em particular, é comum nos diversos países asiáticos onde se encontra presente a rizicultura.

Continue reading

Giovanni Boccaccio

Giovanni Boccaccio (1313-1375) foi um escritor da Renascença italiana. Sua obra mais importante, o Decamerão (com o subtítulo de Príncipe Galeotto), tem como pano de fundo a epidemia da Peste Negra que assolava a Europa nesse período. Sete moças (Pampinéia, Fiametta, Filomena, Emília, Laurinha, Neifile e Elisa) e três rapazes (Pânfilo, Filóstrato e Dionéio) procuraram refúgio fora da cidade de Florença por dez dias e ocuparam-se nesse período em contar histórias — algumas criadas e outras reelaboradas, num total de cem.

Continue reading

“Pensamento Crítico” em Tempos de Internet

… Sometimes the people giving you the facts are hoping you’ll draw the wrong conclusion; sometimes they don’t know the difference themselves. Today, information is available nearly instantaneously, but it is becoming increasingly hard to tell what’s true and what’s not, to sift through the various claims we hear and to recognise when they contain misinformation, pseudo-facts, distortions, and outright lies.

(LEVITIN, 2016.)

O livro A Field Guide to Lies: Critical Thinking in the Information Age de Daniel J. Levitin discorre sobre a necessidade cada vez maior de aprender a questionar e avaliar se uma informação é plausível e seus argumentos se sustentam em face aos fatos conhecidos.

Continue reading

Reflexões ao chegar no verbete hánshísǎn [寒食散] do Wikipedia

Yo, que me figuraba el Paraíso bajo la especie de una biblioteca.

(Jorge Luis Borges)

Jorge Luis Borges (1899-1986 EC) era um notório bibliófilo, o conto Tlön, Uqbar, Orbis Tertius descerra ao leitor todo um mundo desconhecido (Tlön) através de enciclopédias. No Brasil já tivemos (entre outras) a Barsa, a Delta-Larousse e a da Abril. Estes títulos desapareceram em grande parte com a difusão da internet, mas engana-se quem ache que o formato se extinguiu: ele se adaptou de modo notável à linguagem do hipertexto, à facilidade de correções e à velocidade de atualizações.

Continue reading

Escolha da Especialidade Médica

Depois de escolher estudar Medicina e concluir o curso, a escolha da especialidade e os processos seletivos envolvidos constituem praticamente um “segundo vestibular”. Apesar de no Brasil serem ainda encarados com suspeição, aos poucos programas de orientação e cursos preparatórios têm encontrado espaço (à semelhança do que ocorre nos EUA) ao lado dos processos mais informais já existentes:

Continue reading