Ética Aplicada aos Epônimos na Neurologia

Faz algum tempo (desde meados de 1990) que a doença de Hallervorden-Spatz “mudou de nome” — primeiramente para “neurodegeneração com acúmulo cerebral de ferro 1” e, mais recentemente, para “neurodegeneração associada à pantotenato quinase”. Quanto ao porquê de tal mudança, ela se deveu ao envolvimento ativo dos neuropatologistas Julius Hallervorden (1882 – 1965) e Hugo Spatz (1888 – 1969) no programa Aktion T4 de eutanásia do regime nazista e no uso de cérebros obtidos por tais meios.

Sobre Julius Hallervorden, uma citação diz tudo:

Continue reading

Pirimetamina

Não queria que minha contribuição ao bem-estar da humanidade fosse paga com dinheiro. Meu ordenado de professor me basta. (…)

(Albert Sabin [1906-1993], a respeito da vacina que leva o seu nome.)

A atitude praticada na ciência vigente até meados da primeira metade do século XX era, certamente, mais idealista que a de hoje (apesar de não totalmente isenta de outros tipos de interesses). O recente caso da pirimetamina — que faz parte da Lista de Medicações Essenciais da OMS (atualmente na 21a edição) — ilustra um caso extremo dos problemas que os monopólios geram.

Continue reading