Pirimetamina

Não queria que minha contribuição ao bem-estar da humanidade fosse paga com dinheiro. Meu ordenado de professor me basta. (…)

(Albert Sabin [1906-1993], a respeito da vacina que leva o seu nome.)

A atitude praticada na ciência vigente até meados da primeira metade do século XX era, certamente, mais idealista que a de hoje (apesar de não totalmente isenta de outros tipos de interesses). O recente caso da pirimetamina — que faz parte da Lista de Medicações Essenciais da OMS (atualmente na 21a edição) — ilustra um caso extremo dos problemas que os monopólios geram.

A pirimetamina (Daraprim®) é um antagonista do ácido fólico, desenvolvido na década de 50 para tratamento de malária (ainda utilizado em associação com a sulfadoxina sob a marca Fansidar®, apesar da crescente resistência do Plasmodium sp). Outras indicações de uso da medicação (principalmente em contextos de imunossupressão) compreendem tratamentos para Toxoplasma gondii ou Cystoisospora belli e profilaxia para Pneumocystis jiroveci. Devido à idade do registro e à relativa raridade das indicações a GlaxoSmithKline manteve-se como única fabricante e revendedora da medicação até 2010, quando ela vendeu os direitos e eles passaram por uma sequência de laboratórios até que a Turing Pharmaceuticals os adquiriu em 2015.

Logo após a aquisição, o preço por comprimido subiu de US$ 13,50 para US$ 750,00 — um aumento de mais de 5.000%. O fundador e CEO da Turing Pharmaceuticals, Martin Shkreli, deu algumas declarações sobre o assunto que em nada diminuíram as críticas e foram consideradas meras racionalizações para justificar a escalada de preços:

Daraprim® is 0.01 percent of healthcare costs in the U.S.

I’m like Robin Hood… I’m taking Walmart’s money and doing research for diseases no one cares about.

If there was a company that was selling an Aston Martin at the price of a bicycle, and we buy that company and we ask to charge Toyota prices, I don’t think that that should be a crime.

Any company selling it would be losing money, At this price it’s a reasonable profit, not excessive at all.

Posteriormente a companhia acabou declarando que criaria um “programa de assistência aos pacientes” (conforme os padrões de várias outros laboratórios que vendem medicações de custo elevado) mas manteria o preço do Daraprim®. Além das críticas de pacientes, médicos e hospitais, esse aumento acabou por prejudicar a própria empresa no médio prazo — de 2017 em diante os lucros da empresa (aqueles que alegadamente serviriam para “desenvolver novas medicações”) começaram a cair à medida em que médicos e hospitais previsivelmente passaram a utilizar outras opções de tratamento mesmo que fossem menos eficazes. Outras críticas surgiram devido a numerosas práticas anticompetitivas de venda e distribuição.

Em 2018 Martin Shkreli foi condenado a 7 anos de prisão e a uma multa de 7,4 milhões de dólares devido a fraudes cometidas na gestão de fundos de hedge anteriores à Turing Pharmaceuticals. Depois de reestruturações financeiras e várias demissões a empresa mudou duas vezes de nome — primeiramente para Vyera Pharmaceuticals e depois para Phoenixus AG — para se distanciar da imagem de Martin “Pharma Bro” Shkreli, mesmo que nos bastidores ele continuasse no comando.

Bibliografia:

Cha, A.E.J. CEO Martin Shkreli: 4,000 percent drug price hike is ‘altruistic,’ not greedy. The Washington Post. 22/09/2015. Acessado em fevereiro de 2020.
Civita, V. (ed.) Albert Sabin. In: Medicina e Saúde: História da Medicina Vol. II. Abril Cultural, 1970. p. 594.
Long, C.; Hays, T. ‘Pharma Bro’ Martin Shkreli cries in court, is sentenced to 7 years for securities fraud. Chicago Tribune. 09/03/2018. Acessado em fevereiro de 2020.
Long, H. Here’s what happened to AIDS drug that spiked 5,000%. CNN Business. 25/08/2016. Acessado em fevereiro de 2020.
McLean, B. Everything You Know About Martin Shkreli Is Wrong— or Is It?. Vanity Fair. 18/12/2015. Acessado em fevereiro de 2020.
Pollack, A. Drug Goes From $13.50 a Tablet to $750, Overnight. The New York Times. 20/09/2015. Acessado em fevereiro de 2020.
Mole, B. Shkreli directing notorious pharma co. from prison. It’s still losing millions. Ars Technica. 07/03/2019. Acessado em fevereiro de 2020.
Ramsey, L. A pharma CEO tried to defend his decision to jack up the price of a critical drug by 5,000% — and it backfired. 22/09/2015. Acessado em fevereiro de 2020.
Attorney General James Sues ‘Pharma Bro’ Martin Shkreli And Vyera Pharmaceuticals For Illegally Monopolizing Life-Saving Drug . 27/01/2020. Acessado em fevereiro de 2020.
Daraprim Price Hike – Ethics Unwrapped. Acessado em janeiro de 2020.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.