Déjà vu

Vários médicos foram chamados a dar explicações aos cientistas de seu século. Foram acusados de não se dedicarem totalmente à profissão, de não tratarem de seus doentes com interesse. Esse comportamento era considerado importante para distinguir um médico de qualquer outro cientista ou profissional.

Continue reading

Um Capítulo Que Quase Poderia Ser Chamado de Hipocrático

Ὁ βίος βραχύς, ἡ δὲ τέχνη μακρή, ὁ δὲ καιρὸς ὀξύς, ἡ δὲ πεῖρα σφαλερή, ἡ δὲ κρίσις χαλεπή.
[A vida é breve; a arte, longa; a oportunidade, passageira; a experiência, enganosa; e o julgamento, difícil.]

(Hipócrates)

No post Contraponto entre a Medicina Tradicional Chinesa e a Medicina Ocidental (22/05/2020) fez-se uma comparação entre as diferentes filosofias por trás das práticas médicas de uma e de outra.

Continue reading

Diferença Entre o De Qi (Tokki) e o Zhi Qi (Hibiki)

The coming and going of qi is described in the classics as (1) a feeling of heaviness or tension, (2) pulsation, (3) some trembling, (4) a float feeling, (5) a sinking feeling, (6) heaviness or dampness, (7) sensation of heat, (8) a refreshing coolness, and (9) spontaneous movement in the needle. When the practioner is able to feel the coming and going of qi like this in his inserting or supporting hand, he can be considered to be a full-fledged acupuncturist.

(YANAGIYA, 1980 apud DENMEI, 2003)

Continue reading

Ética Aplicada aos Epônimos na Neurologia

Faz algum tempo (desde meados de 1990) que a doença de Hallervorden-Spatz “mudou de nome” — primeiramente para “neurodegeneração com acúmulo cerebral de ferro 1” e, mais recentemente, para “neurodegeneração associada à pantotenato quinase”. Quanto ao porquê de tal mudança, ela se deveu ao envolvimento ativo dos neuropatologistas Julius Hallervorden (1882 – 1965) e Hugo Spatz (1888 – 1969) no programa Aktion T4 de eutanásia do regime nazista e no uso de cérebros obtidos por tais meios.

Sobre Julius Hallervorden, uma citação diz tudo:

Continue reading