Amantadina

A amantadina (C10H17N) consiste quimicamente num derivado do adamantano (C10H16) obtido através da substituição do hidrogênio na posição 1‑ por grupamento amina.

Outros derivados farmacologicamente úteis do adamantano são:

  • Adapaleno
  • Memantina
  • Saxagliptina
  • Tromantadina
  • Vildagliptina

Originalmente utilizado como antiviral, para tratamento de infecções por influenza A, já não é mais recomendado com essa finalidade pelo fato de a quase totalidade das cepas virais atuais serem resistentes à medicação. Descobriu-se no final da década de 60 que ele apresentaria também ação antiparkinsoniana, apesar do entendimento incompleto de seu mecanismo de ação no tratamento da Doença de Parkinson e da falta de evidências de sua eficácia em combinações medicamentosas (já constatado que a amantadina não apresenta eficácia utilizada isoladamente).

Quanto às suas ações no sistema nervoso central, a amantadina é agonista do receptor σ1, antagonista fraco do receptor de NMDA e antagonista da subunidade α7 do receptor nicotínico de acetilcolina. Pela sua ação sobre receptores de NMDA, ultimamente tem se cogitado do uso (“off-label”) da medicação para várias outras condições:

  • Fadiga em esclerose múltipla
  • Fadiga em síndrome pós-poliomielite
  • Sequelas de traumatismo crânio-encefálico
  • Transtorno do espectro autista
  • Transtorno de déficit de atenção
  • Enurese noturna
  • Ataxia

A grande maioria dos usos “off-label” da medicação tem se baseado em relatos de casos ou de pequenas séries de casos. Sempre com a recomendação de estudos “maiores e mais robustos”.


Bibliografia:

Ambrosini, P. J.; Fried, J. Preliminary report: amantadine hydrochloride in childhood enuresis. J Clin Psychopharmacol. 1984 Aug;4(4):223-5.
Crosby, N. J.; Deane, K.; Clarke, C. E. Amantadine for dyskinesia in Parkinson’s disease. Cochrane Database of Systematic Reviews. 22/04/2003. Acessado em setembro de 2020.
Crosby, N. J.; Deane, K.; Clarke, C. E. Amantadine in Parkinson’s disease. Cochrane Database of Systematic Reviews. 20/01/2003. Acessado em setembro de 2020.
Donfrancesco, R.; Calderoni, D.; Vitiello, B. Open-label amantadine in children with attention-deficit/hyperactivity disorder. J Child Adolesc Psychopharmacol. 2007 Oct;17(5):657-64.
Hubsher, G.; Haider, M.; Okun, M. S. Amantadine: The journey from fighting flu to treating Parkinson disease. Neurology. 2012,78(14):1096-9.
King, B. H.; Wright, D. M.; Handen, B. L.; Sikich, L.; Zimmerman, A. W.; McMahon, W.; Cantwell, E.; Davanzo, P. A.; Dourish, C. T.; Dykens, E. M.; Hooper, S. R.; Jaselskis, C. A.; Leventhal, B. L.; Levitt, J.; Lord, C.; Lubetsky, M. J.; Myers, S. M.; Ozonoff, S.; Shah, B. G.; Snape, M.; Shernoff, E. W.; Williamson, K.; Cook Jr., E. H. Double-blind, placebo-controlled study of amantadine hydrochloride in the treatment of children with autistic disorder. J Am Acad Child Adolesc Psychiatry. 2001;40(6):658-65.
Lehnerer, S. M.; Scheibe, F.; Buchert, R.; Kliesch, S.; Meisel, A. Awakening with amantadine from a persistent vegetative state after subarachnoid haemorrhage. BMJ Case Report. Publicado online em 24/07/2017. Acessado em setembro de 2020.
Multum, C. Amantadine. Drugs.com. 06/07/2020. Acessado em setembro de 2020.
Pucci, E.; Tato, P. B.; D’Amico, R.; Giuliani, G.; Solari, A.; Taus, C. Amantadine for fatigue in multiple sclerosis. Cochrane Database of Systematic Reviews. 24/01/2007. Acessado em setembro de 2020.
Sarva, H.; Shanker, V. L. Treatment Options in Degenerative Cerebellar Ataxia: A Systematic Review. Movement Disorders. Publicado online em 12/06/2014. Acessado em setembro de 2020.
Adapalene | C28H28O3. PubChem. Acessado em setembro de 2020.
Amantadine | C10H17N. PubChem. Acessado em setembro de 2020.
Influenza Antiviral Medications: Summary for Clinicians. Centers for Disease Control and Prevention. 31/08/2020. Acessado em setembro de 2020.
Memantine | C12H21N. PubChem. Acessado em setembro de 2020.
Saxagliptin | C18H25N3O2. PubChem. Acessado em setembro de 2020.
Summary of influenza antiviral susceptibility surveillance findings, September 2010 – March 2011. World Health Organization. 06/06/2011. Acessado em agosto de 2020.
Tromantadine | C16H28N2O2. PubChem. Acessado em setembro de 2020.
Vildagliptin | C17H25N3O2. PubChem. Acessado em setembro de 2020.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.