Sobre a Suposta Neurotoxicidade do Levodopa

Desde a sua descoberta e início de uso na prática clínica o levodopa mantém-se como o “padrão-ouro” de tratamento da Doença de Parkinson (e também da distonia dopamina-responsiva [síndrome de Segawa]).

No entanto alguns estudos in vitro despertaram dúvidas quanto à possibilidade de o levodopa poder vir a acelerar a neurodegeneração na substância nigra via mecanismos de stress oxidativo. Nunca houve, no entanto, dados epidemiológicos ou anatomopatológicos que correlacionassem grau de piora da doença de Parkinson ao uso do levodopa. O que se viu, na verdade, foi o inverso — um grande aumento da eficácia do tratamento e um tempo maior de funcionalidade, além de não se ter conseguido estabelecer correlação entre grau de perda neuronal/concentração de corpos de Lewy e o tempo e a dose utilizados de levodopa.

Diferentemente da hipótese da neurotoxicidade, as complicações motoras crônicas são uma consequência bem visível do uso crônico de levodopa e da progressão da doença. Daí as estratégias de tratamento que visam evitar tais complicações através de uma estimulação mais constante e nivelada das vias dopaminérgicas.

Bibliografia:

Abbott, Alison. Levodopa: the story so far. Nature. 2010(466):S6-7.
Murer, Mario G.; Raisman-Vozari, Rita; Gershanik, Oscar. Levodopa in Parkinson’s disease: neurotoxicity issue laid to rest? Drug Saf. 1999;21(5):339-52.
Schapira, Anthony H.V. The clinical relevance of levodopa toxicity in the treatment of Parkinson’s disease. Mov Disord. 2008;23 Suppl 3:S515-20.
Shulman, Lisa M. Levodopa Toxicity in Parkinson Disease: Reality or Myth?. Arch Neurol. 2000(57):406-7.
Valeo, Tom. Is Levodopa Neurotoxic? New Data — and the Controversy Lives On. Neurology Today. 2011;11(19):1,32-4.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.